Gertrude Bell, a mae do Iraque – Dan Burton – Vacina com Mercurio (Timerosal) e ruim para o corpo

O que o colapso do Imperio Otomano no final da Primeira Guerra tem a ver com Nicole Kidman?

O filme que esta em cartaz no Festival de Berlin.

Kidman atua no filme que retrata Gertrude Bell, uma escritora, viajante, figura politica, administradora, archeologista e espia Inglesa . Bell serviu de intermediária entre o império britânico e as lideranças tribais do Oriente Médio, ajudando a criar as dinastias Hachemitas que formaram os Estados da Jordânia e do Iraque

“…Após a Primeira Guerra Mundial e dissolução do Império Otomano, a província do Iraque foi tomada pelo Reino Unido. Apesar dos esforços dos britânicos, a população rebelou-se, dando mostras de que o Iraque seria uma terra difícil de governar. Para restaurar a ordem, foi estabelecida a dinastia dos Hachemitas, iniciada com Faiçal I, por ser filho de Hussein bin Ali. Originários do Hejaz, os Hachemitas eram estrangeiros no Iraque, o que levou a uma revolta militar em 1958…” fonte: wikipedia

Em Ingles – Extraido do The Guardian

“… Here is the kind of film that you can hardly believe is the work of Werner Herzog who has written and directed it. It is grown-up, respectable and historical, perfectly competently made, lots of accents and period dressing-up … and just the tiniest bit dull.

Queen of the Desert is an expansive and solemn biopic of Gertrude Bell, played byNicole Kidman as a cousin to the doughty Englishwoman-abroad role she had in Baz Luhrmann’s Australia. Bell was the British traveller, scholar and orientalist of the early 20th century who, like TE Lawrence, took a patrician interest in the Arab peoples who were yearning to throw off the yoke of the Ottoman Empire. She made a remarkable contribution to creating the kingdoms and nation states of what is now known as the Middle East. The sheikhs were perhaps intended to be the equivalent of British India’s complaisant maharajahs. That was before oil was discovered…”

=============================================

Num outro topico

Um deputado conservador Americano tem uma discussao interessante com o anchora do CNN sobre vacinas

Ele afirma que antigamente havia1 caso a cada 10 mil de criancas que se tornava autista, e agora atingimos uma epidemia,  onde hoje de 1 entre 80 criancas adquirem Autismo apos a inh\jecao de vacinas . Ele sugere que a inclusao de Mercurio nas vacinas e um fator contribuinte a tal epidemia.  (“…My grandson became autistic in a very short period of time…”)

O anchora do CNN Anderson Cooper questiona se o tipo de mercurio usado: Timerosal (no qual contem um composto organico chamado etil mercurio usado como conservante; e ha tambem metilmercurio um potente neurotoxico) e de fato um fator contribuente, ja que estudos Americanos sugerem que Timerosal nao tem relacao direta com Autismo; O Sr Cooper tambem indica que Timerosal  tambem e presente em leite materno

Artigo que explica mais sobre Timerosal: saudesemdano.org

“…Apesar da falta de provas científicas concludentes que demonstrem que o timerosal seja nocivo, há motivo suficiente para temer que de fato o seja e para justificar uma reformulação das vacinas, de modo que não requeiram timerosal.

O timerosal contém um composto orgânico de mercúrio denominado etilmercúrio, que é usado nas vacinas como conservante. O metilmercúrio, outro tipo de composto orgânico do mercúrio é um potente neurotóxico que afeta o desenvolvimento. Apesar de não ter sido pesquisado tão profundamente, o etilmercúrio é suficientemente similar ao metilmercúrio e suas propriedades justificam a preocupação pelo efeito que possa ter no cérebro em desenvolvimento das crianças expostas ao timerosal contido nas vacinas…”

Dois fatos interessantes e que o deputado Burton que foi um deputado conservador do partido Republicano entre os anos de 1983 e 2013 (inclusive tendo apoio do NRA) esta em harmonia, pelo menos nesse topico com familias de um perfil mais liberal que sao contra o uso de vacinas. O ex-deputado afirma no inicio da discussao que e a favor de vacinas, porem e contra a aplicacao de vacinas que contem Mercurio

Uma posicao intermediaria nesta discussao acalentada nos EUA e daqueles que sugerem a aplicacao de vacinas apos a crianca ter dois anos de idade, onde seu sistema imunologico ja esta mais fortalecido. Alem de uma intercalacao mais branda das vacinas ao inves de tomar varias vacinas ao mesmo tempo num intervalo bem curto de tempo quando a crianca tem apenas meses de vida e cujo desenvolvimento neurologico nao se concluiu totalmente. Alem disso tomar vacinas sem o uso do Mercurio e uma opcao que tem se tornado mais bem aceita e muitos fabricantes de drogas e vacinas tem retirado o mercurio  da maioria das vacinas por pressao da opiniao publica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: