No Brasil, 52% da população de classe média não contribui para nenhum sistema de aposentadoria

fonte: http://blogdovinicius.folha.blog.uol.com.br/arch2011-01-01_2011-01-31.html

O conceito de classe média da OCDE é quase tão bobinho quanto o da mídia local (brasileira), mas pelo menos é uma tolice mais qualificada. O que falta a essa “classe média” (isto é, a classe de alguém que não vai cair tão facilmente da escada da vida, trocando em miúdos)? Coisas como emprego formal, educação suficiente para ao menos impedir o movimento social descendente, proteção social providenciaria, serviços públicos de educação e saúde, creches educativas.

“No Chile, 39% da população desse grupo [“classe média”] não contribui para nenhum sistema de aposentadoria. Tal número sobe para 52% no Brasil, para 67% no México e para espantosos 95% na Bolívia”.

Mas, cacilda, o que seria uma “classe média” que nem ao menos sistema de aposentadoria tem? Isto é, alguém que ficará na rua da amargura se adoecer ou quando envelhecer? Alguém que não pode esperar que ao menos o filho ascenda socialmente por meio de um sistema de educação bom e igualitário?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: